Enquete # 22 - Densidade do solo, porosidade e água disponível

A densidade do solo (ds) mede a massa de uma unidade de volume de solo incluindo o espaço poroso. Quando relacionada com a densidade da partícula permite calcular a porosidade do solo.

Solos de texturas diferentes apresentam muitas diferenças nos valores de densidade do solo até mesmo em áreas de vegetação natural.

Latossolos de textura argilosa ou muito argilosa sob vegetação original apresentam densidade de solo de aproximadamente 1 g.cm-3.

Ao contrário, na vegetação natural Latossolos de textura média possuem densidade do solo de aproximadamente 1,35 g.cm-3 . Essa informação é importante porque uma área cultivada num Latossolo argiloso pode apresentar compactação crítica pelo tráfego intenso de veículos ao apresentar valor de densidade do solo igual a 1,5 g.cm-3 e por isso há necessidade de subsolagem.

Esse mesmo valor de densidade igual a 1,5 g.cm-3 não necessariamente implica na necessidade de subsolagem no Latossolo de textura média porque não difere muito do valor de densidade do solo na vegetação natural.

Em outras palavras, a diferença de densidade de 1,0 g.cm-3 para 1,5 g.cm-3 é muito significativa num Latossolo argiloso, mas não é relevante para um Latossolo textura média.

A figura 1 mostra áreas com alta densidade do solo onde quase não crescem raízes e com baixa densidade do solo onde elas se desenvolvem.

Figura 1.Distribuição do sistema radicular da cana-de-açúcar destacando os locais com maior densidade do solo (PROJETO RHIZOCANA).

Figura 1. Distribuição do sistema radicular da cana-de-açúcar destacando os locais
com maior densidade do solo (PROJETO RHIZOCANA).

Nessa pesquisa do projeto Rhizocana , VASCONCELOS verificou num Latossolo Vermelho textura argilosa (anteriormente Latossolo Roxo) que nas áreas compactadas a densidade do solo era de 1,45 g.cm-3, e nas áreas não compactadas, 1,19 g.cm-3.

O aumento na densidade do solo resulta na diminuição da porosidade total, do arejamento e da condutividade hidráulica.

A porosidade é importante porque influi na dinâmica da água no solo representando o volume de espaços vazios entre as partículas mais finas até as mais grosseiras.

A porosidade consiste em microporos e macroporos. Após a drenagem, a água fica armazenada nos microporos e o ar permanece nos macroporos .

Quanto maior a porcentagem de macroporos no solo maior é sua permeabilidade (figura 2).

Figura 2.Relação entre  macroporosidade e permeabilidade do solo.

Figura 2. Relação entre macroporosidade e permeabilidade do solo.

Solos arenosos (por exemplo, Neossolos Quartzarênicos e Argissolos com textura arenosa no horizonte A) apresentam predominância de poros grandes (porosidade total próxima de 40-50%). Ocorre que, desses solos, só os Argissolos possuem predominância de microporos no horizonte B e por isso armazenam água por longo tempo no perfil.

Os solos mais argilosos como os Latossolos Vermelhos férricos possuem grande quantidade de poros pequenos (porosidade total próxima de 60-65%) e apresentam baixa permeabilidade. E os Vertissolos argilosos possuem baixíssima permeabilidade porque predominam poros muito pequenos como principal particularidade.

A porosidade, arejamento, a resistência à penetração e o teor de água são sempre inter-relacionados influindo decisivamente no crescimento radicular.

Após a chuva, a água gravitacional drena rapidamente para os horizontes mais profundos do perfil de solo. Quando essa drenagem cessa, a água atinge a capacidade de campo (CC) e fica disponível para as plantas até cair para um grau de umidade tal que a planta entra em murcha permanente (ponto de murcha permanente - PMP).

Há de se considerar também que existe a água não disponível no solo, retida a altas tensões pelos colóides (água entre o ponto de murcha permanente e o solo bem seco).

A água disponível no solo (AD) é calculada pela fórmula:

AD= (CC- PMP) x ds x H/10

onde :

  • AD (mm);
  • CC: capacidade de campo (mm);
  • PMP : ponto de murcha permanente (mm);
  • ds : densidade do solo (g.cm-3 );
  • H: espessura do horizonte (cm).

A figura 3 mostra curvas características de retenção de água no solo de textura arenosa (solo 1 ), de textura média (solo 2) e de textura argilosa (solo 3) tradicionalmente obtidas pela pesquisa agronômica.

Na capacidade de campo, o teor de água é de apenas 10% no solo 1 , de 30% no solo 2 e de 50% no solo 3.

No ponto de murcha permanente o teor de água é de apenas 2% no solo 1 , de 12% no solo 2 e de 35% no solo 3. Portanto, a água disponível é de 8% no solo 1, 18% no solo 2 e de 15% no solo 3.

A disponibilidade hídrica é maior no solo de textura média (solo 2), e mínima no de textura arenosa (solo 1). Numa condição intermediária enquadra-se o solo de textura argilosa (solo 3).

Certamente a textura média é muito ampla ( 16 a 35% de argila) e os solos com teor de argila médio tendendo a baixo (< 15%) são mais ressecados do que os solos com teor de argila médio tendendo a alto (< 35%).

Figura 3.Curva de retenção de água nos solos com baixo, médio e alto teor de argila (DIJKERMAN,1981).

Figura 3.Curva de retenção de água nos solos com baixo, médio e alto teor de argila (DIJKERMAN,1981).

Solos com grande aumento de argila em profundidade possuem uma particular dinâmica da água, especialmente se existir o caráter abrupto (Argissolos, parte dos Chernossolos , parte dos Luvissolos , Planossolos e parte dos Plintossolos). O horizonte A desses solos em geral é arenoso com predominância de macroporos e, portanto, a condutividade hidráulica é elevada.

Entretanto, no horizonte B desses solos ocorre o inverso, pois, o teor de argila é elevado com predominância de microporos, e a condutividade hidráulica é baixa. Desse modo, a água permanece muito mais tempo nesses solos do que naqueles com discreto aumento de argila no perfil (Latossolos).

Por esse motivo os Latossolos bem drenados ressecam-se mais rapidamente do que os referidos solos com grande aumento de argila no perfil (considerando o mesmo regime de chuva).

Certamente essas informações de solos com incremento de argila acentuado no perfil modificariam os resultados da figura 3.

Resultado da enquete

Alternativa correta: B e C

Alternativa % de votos
a) A densidade do solo igual a 1,5 g/cm3 é relativamente alta para o solo de textura média e baixa para o solo de textura argilosa 11,5%
b) Os Latossolos argilosos sempre apresentam maior disponibilidade de água do que os Argissolos. 0,0%
c) Quanto maior a macroporosidade , maior a permeabilidade do solo. 76,9%
d) No Argissolo a permeabilidade da água é lenta no horizonte A e rápida no horizonte B textural. 7,7%
e) A água disponível é semelhante em todos limites de argila na textura média. 3,8%
Total de votos: 26

Enquetes anteriores

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 

21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 

41 42 43 44 45 46 47 48 49 50 51 52 53 54 55 56 57 58 59 60 

Apoio:

IPNIJornal da Cana The International Union of Soil Sciences Natural Resources Management and Environment Departament ISRIC - World Soil Information