Enquete # 35 - Vertissolos x Latossolos ácricos

As maiores áreas de Vertissolos no globo terrestre localizam-se no Sudão, Austrália, e Índia, mas também ocorrem na África, Etiópia, México, Estados Unidos, Argentina, Bolívia, Paraguai e Brasil.

No Brasil, os Vertissolos ocorrem pouco expressivamente nos Estados do Mato Grosso do Sul, Ceará, Rio Grande do Sul, e Bahia.

No mundo, os Latossolos ácricos tem grande expressão territorial somente no Brasil, principalmente nos Estados de Goiás, Minas Gerais (Triângulo Mineiro), no Distrito Federal, e na região nordeste do Estado de São Paulo.

O Vertissolo é apresentado na figura 1; e o Latossólo ácrico, na figura 2.

Ambos os solos são antagônicos em quase todos os aspectos analisados, pedológicos e de manejo.

Figura 1

Figura 1. Vertissolo.

Figura 2

Figura 2. Latossolo Vermelho acriférrico.

Enquanto que os Vertissolos são muito jovens e muito poucos intemperizados, os Latossolos ácricos são muito velhos e extremamente intemperizados .

Os Vertissolos são originados de rochas básicas ricas em cálcio, os Latossolos acriférricos derivam do basalto ou diabásio e quando não possuem altos teores de ferro total derivam de material argiloso (Latossolos ácricos).

Morfologicamente os Vertissolos são muito pouco permeáveis, apresentam a seqüência de horizontes A-C, geralmente possuem cores neutras ou amareladas, são moderadamente profundos, a textura é argilosa ou muito argilosa, a estrutura do tipo cuneiforme, inclinada no perfil, a consistência úmida é extremamente firme, e quando molhados são muito plásticos e muito pegajosos.

A massa do solo freqüentemente movimenta-se formando as superfícies de fricção chamadas de slickensides .

Na época seca apresentam fendas de profundidade mínima de 50 cm, e pelo menos 1 cm de largura.

Por outro lado, os Latossolos são muito permeáveis, apresentam a seqüência de horizontes A-B-C, geralmente são avermelhados, muito profundos, de textura argilosa ou muito argilosa, a estrutura é do tipo subangular, a consistência úmida friável ou muito friável, e quando molhados ligeiramente plásticos e ligeiramente pegajosos.

Quimicamente os Vertissolos são sempre eutróficos; ou seja, ricos em bases, principalmente cálcio, e a CTC da argila é muito elevada (solos com alta atividade da argila, ou Ta).

Os Latossolos ácricos apresentam baixa retenção de cátions, com quantidades reduzidas de bases, especialmente cálcio, removido na intensa intemperização, a CTC da argila é muito baixa no horizonte B (baixa atividade da argila, ou seja são solos Tb).

Mineralogicamente os Vertissolos possuem argila do tipo 2:1, ao contrário dos Latossolos ácricos que basicamente são oxídicos porque já ultrapassaram a fase caulinítica.

A retenção de água é muito mais alta nos Vertissolos em comparação aos Latossolos ácricos, mas a disponibilidade hídrica é baixa em ambos os casos.

Após atingir a capacidade de campo, parte da água disponível dos Vertissolos permanece retida com alta energia nos seus microporos abundantes, e a outra parte fica “blindada” nas entre camadas da grade cristalina do mineral de argila 2:1.

Após a atingir a capacidade de campo nos Latossolos com o caráter ácrico, a água drena rapidamente ressecando os solos,e as plantas.

Na paisagem ambos os solos ocorrem no relevo plano ou suavemente ondulado.

Em resumo, em quase todas as comparações existem muitos contrastes antagônicos, em comum, ambos os solos tem semelhança apenas no tipo de relevo, na textura, na disponibilidade de água, e na rocha de origem, rica em cálcio.

Manejo de solos

As fendas dos Vertissolos limitam a engenharia agronômica, pelo rompimento de parte das raízes das plantas, dificultando a irrigação, reduzindo o efeito da adubação; e a engenharia civil, pelo movimento do solo em função do teor de umidade.

Os Vertissolos são sempre muito consistentes geneticamente porque são adensados, por isso a subsolagem tem efeito somente por poucos dias, logo voltam na condição de muito consistentes. Se forem compactados na camada arável aumenta o problema de consistência em todo perfil.

Os Latossolos nunca são muito consistentes geneticamente, ou seja não são adensados como nos Vertissolos, mas podem ficar consistentes quando ocorre a compactação.

A subsolagem deve ser feita nesses Latossolos quando a densidade do solo for crítica.

Ao contrário dos Vertissolos, existe o efeito do preparo do solo só nos Latossolos e por longo tempo, desde que não volte a compactar pelo tráfico excessivo de veículos e máquinas.

A única alternativa correta de manejo.

Resultado da enquete

Alternativa correta: A

Alternativa % de votos
a) A calagem é dispensável nos Vertissolos. 50,0%
b) Não ocorrem rachaduras nas paredes das casas construídas nos Vertissolos. 0,0%
c) Os Latossolos ácriférricos originam-se de rochas ricas em bases, principalmente cálcio, que permanecem no perfil ao longo do tempo. 7,1%
d) A subsolagem apresenta bom efeito nos Vertissolos. 42,9%
e) A água armazenada na grade cristalina do mineral de argila do tipo 2:1 é facilmente disponível. 0,0%
Total de votos 14

Enquetes anteriores

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 

21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 

41 42 43 44 45 46 47 48 49 50 51 52 53 54 55 56 57 58 59 

Apoio:

IPNIJornal da Cana The International Union of Soil Sciences Natural Resources Management and Environment Departament ISRIC - World Soil Information